Apresentação


A pouco mais de uma hora da capital inserida nos Municípios de Alenquer e do Cadaval encontra-se a Serra de Montejunto à cota máxima de 666 metros de altitude. A serra é de origem calcária e rica em grutas e algares, fazendo parte de uma área de paisagem protegida com mais de 4000 hectares onde se conhecem mais de 400 espécies de plantas sendo também lugar de reprodução de 75 espécies de aves, dez das quais em risco de extinção.
A Serra de Montejunto está situada na extinta Província da Estremadura que englobava a totalidade do Distrito de Lisboa e parte dos Distritos de Leiria e Setúbal.

miradouro da Cruz Salvé Rainha na Serra de Montejunto

A vista do topo é soberba e em dias de boa visibilidade é possível avistar desde Sintra à Nazaré facto que honra a designação que recebeu como a Varanda da Estremadura.
Mas lá em cima encontra-se ainda a Estação de Radar N.º 3 da Força Aérea Portuguesa que também assume funções de Centro de Operações Aéreas Alternativo tendo como missão garantir a capacidade de operação como centro de reporte e controlo na defesa aérea de Portugal. Também no cimo está a curiosa Real Fábrica do Gelo (visitável) que funcionou e abasteceu Lisboa durante quase dois séculos.

A Sul está o Município de Torres Vedras, o mais extenso do distrito de Lisboa. É um dos concelhos com maior tradição vinícola do país. Aqui se produzem tintos, brancos e rosés sob denominação DOC (de origem).

Trata-se de um itinerário inteiramente feito por estradas nacionais de interesse cénico. O percurso inicia na Malveira propositadamente para que (se o desejarem) provem (ou levem) o doce típico da região, as Trouxas.

Depois direccção à Póvoa da Galega onde se faz de seguida um troço junto à ribeira (nascente do Rio Trancão). Rumo a Norte pela região vinícola com vários quilómetros de estrada pelos vinhedos de Pereiro de Palhacana. Passagem pela histórica Aldeia da Galega e de seguida subida à serra pelo lado Oeste até à Estação de Radar N.º 3.

Basílica de Santa Quitéria em Meca

Regresso a Sul contornando a serra e direcção a Meca para apreciar a grandiosa Basílica que lembra o Convento de Mafra e a Basílica da Estrela (Lisboa). Uma paragem na belíssima vila de Arruda dos Vinhos e término em Bucelas já às portas de Lisboa. Recomenda-se que seja feito a ritmo brando, o que com paragens rápidas para fotos nos pontos assinalados deverá ocupar um total de 4 horas, ideal para fazer durante a tarde ou pela manhã cedinho



Deixe-nos a sua mensagem