Apresentação


Foi em Fevereiro de 2002 que se fecharam pela primeira vez as comportas e se iniciou o enchimento da gigantesca Albufeira do Alqueva que viria a transformar por completo esta árida paisagem Alentejana.

Localizado na região do Alentejo Central é em redor do Grande Lago que propomos um itinerário que percorre algumas das aldeias ribeirinhas e vilas mais importantes.

barragem do Alqueva

O percurso inicia na margem Oeste à saída de Évora. Passa por Reguengos de Monsaraz e sobe até lindíssima vila fortificada de Monsaraz. Daí atravessa-se a albufeira para a outra margem em direcção à histórica vila de Mourão.

Depois paragem na Nova Aldeia da Luz, réplica moderna da original que foi submersa pelas águas da albufeira.

Continuando para Sul e mais uma paragem na aldeia ribeirinha da Estrela localizada sobre a margem do lago.
O itinerário segue para a cidade de Moura (sede de município) passando ainda pela charmosa aldeia de Póvoa de São Miguel.

Moura merece uma pausa mais demorada antes de seguir em direcção para a Barragem de Alqueva onde se irá mudar novamente de margem.

Rumo a Portel com uma paragem a meio na Amieira para beber algo fresco na marina ou na fabulosa praia fluvial.

praia fluvial da Amieira

Na bonita vila de Portel recomenda-se a subida ao Castelo e sua visita. A fortaleza relembra os tempos históricos das invasões muçulmanas.

Finalmente já para Oeste o término na bonita vila de Viana do Alentejo. Primeiro uma breve passagem pelo grandioso Santuário de Nossa Senhora D'Aires e depois o final na cidade com por exemplo uma visita ao belíssimo Castelo de estilo Gótico e invulgar planta pentagonal irregular.

A partir daqui o regresso a casa poderá ser feito alcançando a A6 (Marateca/Caia) ou/e A2 (Lisboa/Albufeira).

Apesar do itinerário não ser muito longo (250 quilómetros sem ligações) passa por uma série de locais com visitas (museus, castelos e praias fluviais) e por isso recomenda-se uma duração de dois dias com estadia por exemplo em Moura uma vila com vários pontos de interesse.

Assim mesmo é perfeitamente possível fazer o percurso num dia mais longo reduzindo as paragens para visitas como por exemplo:

Reguengos Monsaraz Aldeia da Luz Moura, ou...
Reguengos Monsaraz Mourão Moura, ou...
Reguengos Aldeia da Luz Moura Portel.

Este é um percurso que poderá ser feito praticamente durante todo o ano. Sendo no entanto de evitar os meses mais quentes como Julho e Agosto onde a temperatura pode passar os 40ºC. O recorde nacional é de 47,4ºC na Amareleja, que está apenas a 10 quilómetros da Póvoa de São Miguel

Mensagens:

Enviado a 07-08-2020 por Francisco Grilo

Olá Daniel,
Conheço, mais ou menos, a zona em questão e confirmo a beleza da mesma. Aconselho a visita.
Uma vez mais, parabéns pela apresentação/descrição.
Francisco Grilo.

Enviado a 08-08-2020 por Daniel Santos

Muito obrigado Francisco!
É de facto uma volta muito agradável. De preferência com uma pernoita, por exemplo na bonita cidade de Moura.



Deixe-nos a sua mensagem